Terça-feira, 29 de Maio de 2007

A Educação ou a falta dela (I)

"Educai as crianças para que não seja

preciso castigar os homens!"

Pitágoras

 

 

COMO FAZER DO SEU FILHO UM BOM DELINQUENTE
 
·        Desde a infância, dê ao seu filho tudo o que ele deseja. Assim, crescerá pensando que o mundo lhe deve tudo.
·        Se ele disser grosserias, ria-se. Ele julgar-se-á muito engraçado.
·        Não lhe dê formação moral. Quando ele fizer 18 anos escolherá por si.
·        Nunca o repreenda, para que ele não crie um complexo de culpa. Assim, quando for preso por delinquência, pensará que a culpa é da sociedade, que o persegue.
·        Remova-lhe todas as dificuldades. Assim, convencer-se-á de que são sempre os outros os responsáveis.
·        Deixe-o ler, ver e ouvir tudo. Esterelize a sua louça, mas deixe que o seu espírito se alimente de lixo.
·        Brigue na sua presença. Assim, ele não se chocará quando a sua família se desmoronar.
·        Dê-lhe todo o dinheiro que ele quiser, para que ele não se habitue a ganhá-lo.
·        Que todos os seus desejos sejam satisfeitos, se não ele ficará frustrado.
·        Tome sempre o seu partido. Os professores, a polícia e o resto da sociedade querem mal a esse pobre pequeno.
·        Finalmente, quando ele for um bandido consumado, proclame que nunca pôde fazer nada para o evitar.

Prepara-se para uma vida de dor! O mais certo é que você a venha a ter...

(Autor, por mim, desconhecido)

publicado por Elisabete às 19:20
link do post | comentar | favorito
|

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar