Domingo, 16 de Março de 2008

O Que Diz Quem Sabe...

 

A escola hoje é para mim um desgosto, na medida em que acho que a escola se está a abastardar. Não se está a fazer  uma educação de exigência, mas de massificação - e a massificação não serve a educação. A escola tem de ser exigente. Essa coisa de passar alunos reprovados a quatro cadeiras não leva a nada a não ser a um desgosto terrível. [...]

Penso que [não poder chumbar por faltas é uma grande irresponsabilidade. [...]

Reduzir as pessoas à estatística? Ou ao dinheiro? Uma pessoa é antes de mais uma ansiedade e uma alma. E essa ansiedade de se projectar, de se elevar, de se ultrapassar, não pode ser defraudada pela educação.

[...] Mas a nossa obrigação é defender os nossos autores, os que escrevem em português. [...] O português é uma língua com uma capacidade expressiva espantosa.

Luísa Dacosta [entrevista ao Jornal de Notícias

de 16 de Março de 2008]

 

 

Um Governo que tira a Literatura dos currículos deve ser imediatamente demitido.

Magalhães Godinho,

citado por Luísa Dacosta,

na mesma entrevista

 

 

 

...uma coisa assim, que se usa e deita fora. E é passar adiante, aceitar o que vem e permitem. Não duvidar. Não perguntar. Não bulir. Entregarmo-nos ao espectáculo circense, à luz e ao ruído, afogarmo-nos nas coisas ocas, que ajudam a esquecer -a esquecermo-nos de nós próprios e das perniciosas inquietações. Como a literatura descartável. Julien Gracq advinhou para onde isto tudo ia ("Lettrines", 1974) "A noção útil do livro sem autor: oficializando um sector da literatura industrial, permitir-se-ia à clientela de massa, das estações de caminhos-de-ferro e de metropolitano, dos supermercados, recorrer à página escrita como ao filme de sábado à noite -sem se preocupar com a origem, sem se inquietar com questões embaraçadoras e inoportunas." [...]

Relia o 4º volume ("Avisos do Destino") do grande romance de Régio, "A Velha Casa", praticamente silenciado, quando a irónica denúncia de Julien Gracq me confirmou a tragédia cultural em que vivemos: a morte do humano -das humanidades. O caos do nosso ensino é um genocídio planeado. Ao governo neo-liberalista, que é o nosso, não servem homens: servem objectos desmiolados -e, apenas, os estritamente indispensáveis (executantes, não-pensadores). O desemprego absorverá os excedentários.

Manuel Poppe, "A Vida Descartável",

in O Outro Lado,

Jornal de Notícias [16.03.2008]

 

P.S. Os destasques (negrito) são da minha responsabilidade.

publicado por Elisabete às 14:40
link do post | comentar | favorito
|

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar