Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

Para quando a discussão do que é, VERDADEIRAMENTE, importante?

 

 

Duas notícias sobre educação, na imprensa escrita de hoje, mostram bem o modus operandi do Ministério da Educação, desde há muito, e das “comissões”, “associações” e “especialistas” vários (sociólogos, psicólogos, pediatras, etc.) que se movimentam à sua volta.

 
1. Fusão do 1º e do 2º Ciclos
 
A proposta é feita pela Comissão Nacional de Educação [que para justificar a sua existência tem de fazer estudos e defendê-los com unhas e dentes].
Diz-se que é apoiada por associações de pais, de professores e por um senhor pediatra.
Muito bem, falemos claro! Esta ideia não é nova. Há muito anos que se fala, pelo menos, em reduzir o número de professores do 2º Ciclo a 2: um para a área de Letras, outro para a de Ciências.
A única razão apontada para voltar, e cito, é que os ditos senhores constataram “um contraste violento e repentino entre o regime de monodocência do 1º Ciclo e o regime de pluiridocência do 2º Ciclo” e que “esta transição demasiado brusca pode trazer problemas comportamentais e de aprendizagem”.
Coitados! Estou a ver que, quando passaram por esta situação, estes senhores ficaram tão traumatizados que foram maus alunos e passaram a ter comportamentos problemáticos. Se assim foi, não serão as pessoas mais indicadas para se debruçarem sobre assuntos de tamanha importância.
Em minha opinião esta medida visa, entre outras, 2 coisas:
- prolongar um Ensino infantilizado até aos 12 anos, que cria um “oásis”, dentro da Escola, e não prepara os alunos para enfrentar as dificuldades que o crescimento necessariamente impõe;
- poupar dinheiro no Ensino Básico, alterando a prestação do trabalho dos professores, que será desviado (Será que, no Governo, se aperceberão disto?) para o Ensino Superior. Porque vai ser preciso formar (ou reformar?), de novo, os professores (fala-se, agora, em 3 para cada turma) e parece que já estou a ver as Escolas Superiores de Educação, e outras, a perfilarem-se para, em duas penadas, tornarem os Professores aptos para as novas tarefas.
Confesso que não consigo ver a bondade ou maldade desta mudança. Acho, simplesmente, que é irrelevante e desnecessária, face aos problemas gravíssimos que o Ensino enfrenta.
Depois… a razão apontada não me convence. Lembro-me muito bem de que essa “mudança brusca” foi, para mim, muitíssimo estimulante e motivo de orgulho. Ia mudar de Escola, ter vários Professores, disciplinas muito diferentes e isso despertava a minha curiosidade sempre ávida de aprender: era um desafio, um novo patamar da minha evolução. Com que entusiasmo encadernava os livros, preenchia os Cadernos Diários e mirava o novo material escolar!...
 
2. Exames de aferição
 
“Ridiculamente fáceis”, não servem para nada, até porque “mudam freneticamente de ano para ano” impossibilitando a comparação de resultados.
É Nuno Crato que pergunta e muito bem: “Para quando verdadeiros exames?”
 
Não quero deixar-me vencer pela tristeza e pelo desalento. Mas dói-me este “país de   faz-de-conta”.
Continua-se a tratar as criancinhas como atrasados mentais, incapazes de enfrentar os desafios da vida. É assim que os alunos adquirem as competências que lhes permitirão sobreviver no futuro? Num mundo cada vez mais competitivo e cruel, almofadam-se as paredes das escolas para que não se magoem, como se em casa, e na rua, fossem cegos e surdos relativamente aos problemas da família e da sociedade.
Continua-se a gastar o dinheiro de nós todos fazendo reformas sem o mínimo critério de qualidade. Da qualidade sim! Da qualidade tão necessária e tão ausente do Ensino Público. Porque parece que está tudo vesgo. Porque talvez, para a senhora Ministra, o problema seja sociológico e não educativo e cultural.
publicado por Elisabete às 21:17
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De António Guerreiro a 21 de Maio de 2008 às 22:32
Tem razão, parece que está tudo vesgo. E é pena! Sem um ensino que promova o nível cultural e ético dos portugueses não vamos a lado nenhum.
De Ibel a 22 de Maio de 2008 às 12:38
Ah, grande Elisabete! Texto pragmático,conciso e incisivo. Magoa é saber que os abutres também sabem o mesmo que a Elisbete escreveu, mas atiram areia par cima dos olhos "cegos" que aplaudem, que acham muito bem , porque o governo despede professores, economiza, garante reformas, etc,etc...
Nunca pensei que tudo isto pudesse acontecer e sinto-me a viver um pesadelo.
De Elisabete a 22 de Maio de 2008 às 20:49
Esta está a tornar-se na luta da minha vida, amigos. Porque não acredito que seja possível sobreviver sem uma formação capaz, pelo menos, para a grande maioria dos cidadãos.
Não quero, NÃO POSSO conformar-me e desistir.

Comentar post

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar