Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

As minhas primeiras leituras

 

Estes livrinhos, da Colecção Formiguinha, são os primeiros da minha memória.

O que eu sofria com os "bons" e como achava da maior justiça que, no fim, eles fossem recompensados!

 

 

  

 

 

Há uma de que me lembro em especial.

Uma menina, boa e linda, ajudava uma velhinha a fazer não sei o quê junto de um poço. Como recompensa, sempre que falava, saíam-lhe pedras preciosas da boca. A outra, sempre mal disposta e egoísta, quando soube, foi logo a correr para o poço. Mas... quando a velha lhe pediu ajuda, claro que recusou malcriadamente. Como castigo... em vez de pedras preciosas, saltavam-lhe sapos da boca.

Creio que depois a menina boa acaba por casar com um príncipe, como não podia deixar de ser. Justiça feita.

E eu... sonhava... sonhava... encontrar um dia o meu príncipe encantado e ser feliz para sempre.

publicado por Elisabete às 23:01
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Ibel a 31 de Julho de 2008 às 00:02
Já me tinha esquecido desses livros. A Elisabete, afinal, tem tanto passado como eu a remexer lá por dentro.Que bom era esse tempo sem posturas ou convenções teatrais com que a vida nos deforma.
E que sonhos cheios de tudo, tempo em que éramos tudo o que julgávamos que seríamos.
De Elisabete a 31 de Julho de 2008 às 09:32
É verdade, Ibel.
Há tempos que procuro reescrever o passado para o legar aos meus filhos e neto.
Devo a si a coragem de o publicar.
Tanta coisa desapareceu ... O que é quase como um apagamento de nós próprios.
De Sara a 31 de Julho de 2008 às 11:28
Os seus blogs são muito bons.Cheguei a eles através dum mail que foi enviado pela professora Fidalgo à minha filha. Frequentei a escola primária no Ultramar mas também li livros da colecção formiguinha . O meu avó ensinou-me a ler. Também sofro das mesmas saudades.
De Elisabete a 31 de Julho de 2008 às 12:45
Sara,
Agradeço o seu amável comentário. A minha amiga Isabel Fidalgo encarrega-se de me fazer publicidade.
Sabe? Custa-me aceitar que, daqui a alguns anos, já ninguém se lembra, nem sequer conhece, as coisas que para nós foram tão importantes. Por isso, acho que é necessário um esforço para passar o testemunha às próximas gerações. Agora, ninguém tem tempo para os longos serões em que se transmitiam as vivências dentro das famílias. E é pena. Adorava esses momentos da minha infância e adolescência.
Um abraço
De Cristina a 31 de Julho de 2008 às 17:47
Segundo Bobio , precisamos nos recontar, e assim nos recriamos , essa é a maneira segura de nos mantermos vivos. Não sei se tenho saudades das fábulas ou da idade que tinha quando acreditava nelas. O que sei é que tenho muitas saudades. E ainda mais, do tempo em que sabia acreditar. Não me recordo ao certo quando escorreram de minhas mãos, embora no fundo carrego cada uma em algum lugar escondido dentro de mim.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Segundo Bobio , precisamos nos recontar, e assim nos recriamos , essa é a maneira segura de nos mantermos vivos. Não sei se tenho saudades das fábulas ou da idade que tinha quando acreditava nelas. O que sei é que tenho muitas saudades. E ainda mais, do tempo em que sabia acreditar. Não me recordo ao certo quando escorreram de minhas mãos, embora no fundo carrego cada uma em algum lugar escondido dentro de mim. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Elisabete,beijo-te</A> querida com muita ternura.
De Cristina a 31 de Julho de 2008 às 17:50
Elisabete
Não sei o que fiz de errado aqui com o pc,dai as coisas sairam duplicadas.Também não sei como reverter.
Ok,peço desculpas pela falta de habilidade com a máquina.
Beijinhos querida.
De Elisabete a 31 de Julho de 2008 às 23:52
Não se preocupe, Cristina!
O que diz é tão lindo que merece a repetição.
Sabe? O que eu penso é que temos saudades dum tempo em que, para nós, ainda tudo era possível. Não havia limites para o sonho e nada era, ainda, previsível: um espaço aberto e livre à nossa espera.
Um beijinho para a sua alma tão linda.
Elisabete

Comentar post

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar