Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

O Reino do Faz-de-Conta

 

 

A VERDADE oculta-se por detrás das

das suas diferentes interpretações

 

Vencedores do 1º Prémio de Ilusionismo

 

É impossível deixar de admirar, neste início de ano lectivo, os truques de magia, destes dois campeões, para convencer o Zé Povinho de que tudo vai bem no Reino da Educação.

Infelizmente, muito boa gente acredita. Porque só quem lá está percebe o tamanho logro que é este pretenso sucesso. 

O início desta desgraça não é de hoje, já sabemos. Mas os sucessivos governos não têm feito mais do que agravá-la. No futuro, o país e os portugueses pagarão a hipoteca. Mas querem lá eles saber! Não há crimes em política... só enganos. E quem paga a factura são sempre os enganados.

publicado por Elisabete às 00:55
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Ibel a 10 de Setembro de 2008 às 23:57
Dois Ilusionistas ou dois pinóquios ?
Elisabete, o António Mota pediu a aposentação.Sinto um enorme vazio, pois perdeu-se um excelente professor que se bateu com dignidade por uma causa justa e que se viu compelido a abandonar o campo de batalha, numa postura de coerência.
De Elisabete a 11 de Setembro de 2008 às 00:02
As duas coisas, Ibel.
O António Mota ficou muito abalado com o que aconteceu no ano passado. Foi visível.
Não há nada que possa justificar este roubo ao sonho e ao futuro das pessoas.
Um grande beijo e coragem.
De Nuno sá a 11 de Setembro de 2008 às 23:06
As ilusionista deixam ficar mal as peixeiras-a da primeira e a da segunda fila.O guarda-costas está um bocado desalinhado.

Comentar post

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar