Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

O dia em que nasci

 
 
Entrei neste louco planeta Terra às 9 horas dum quente domingo de Agosto. A 2ª Guerra Mundial tinha terminado há 4 anos; a Batalha de Aljubarrota celebrava o seu 574º aniversário; na recém-criada República Federal Alemã, realizavam-se eleições que conduziram Konrad Adenauer ao cargo de chanceler.
Claro que nada lembro desse dia… Só mais tarde soube que estava na pequena cidade minhota de Barcelos. Aí, nas margens do Cávado, me acolheu a família, já composta de cinco elementos. Fui a última de quatro irmãos.
Calculo que tenha provocado algum rebuliço e alegria. Todos à minha volta para verem a menina… “Ai, que é a cara chapada do pai!
Devo ter chorado… chorado… (Já adivinhava o que isto era!), dado que a minha irmã mais velha teve de ir à farmácia comprar uma chupeta para a bebé. Pelo caminho, dizia a toda a gente que tinha uma nova irmã muito bonita (Este é o relato que ela faz, não sou eu que digo).
Penso que todos nós temos alguma curiosidade acerca do dia em que nascemos. O que e quem encontrámos… que factos relevantes acompanharam o nosso alfa… o que representou, para a família, a nossa entrada neste mundo e nas suas vidas?
E o que é que tudo isto tem a ver com a fotografia dum carro antigo?
Tem a ver que esse objecto, ainda mais ou menos raro na época, impediu que eu fosse a única vedeta no dia em que nasci. Ele é meu irmão gémeo. Foi, precisamente nesse domingo, que o meu avô Custódio se deslocou, de Barcelos ao Porto, a buscar o seu primeiro e único automóvel.
Por morte do avô, quando eu tinha 6 anos, este Vauxhall fez parte da herança de uma das minhas tias. Ficou ainda muito tempo na família e levou a minha irmã Geninha ao altar, em Março de 1965. Tinha eu 15 anos e esta fotografia (aqui só um pedaço)foi tirada nesse dia. Agora que estou velhota, comecei a desenterrar o passado e achei este tesouro.
Como se vê, foi-me acompanhando ao longo da vida.
Ainda hoje pergunto, a mim mesma, quem foi a grande sensação desse domingo quente de Agosto: eu ou o AG-12-42?
publicado por Elisabete às 23:09
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ibel a 10 de Outubro de 2008 às 00:16
Já fiquei a saber que é Leão, tal como a minha irmã.
Tem garra, mourinha!
Tenho a certeza que nesse dia 9 de Agosto se tornou a " menina de sua mãe" e a menina dos olhos do seu pai!".
Nós já experimentámos o milagre do primeiro canto que trouxemos para o mundo.E que fantástica melodia!

O que aconteceu nesse dia?
O sol rejubilou
O céu estoirou de luz
E uma menina Jesus
De olhos de água
Veio marcada pelo encanto
Das ilhas distantes
Que urgia descobrir.
Foi e veio
Fica e vai
Que a menina encantada
Não nasceu pr'a estar parada
Sentada ao pé do cais.

Beijinhos
De Elisabete a 10 de Outubro de 2008 às 23:10
Muito obrigada pela melodia, Ibel. É linda!
E diz coisas certas sobre mim. Só que esta menina não gostou muito de que a trouxessem aqui sem lhe perguntarem se queria. E não queria... apesar das coisas boas que a vida também tem.
Um grande beijo
P.S. Já agora, o dia é 14. A hora é que é 9.

Comentar post

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

* Nada para mim. Portugal.

* Seis anos de divinos torm...

*arquivos

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar