Domingo, 1 de Abril de 2007

RANCOR, CULPABILIDADE E PERDÃO

Alquimia da Dor III

 

 

                                         

 

 

Nenhum de nós fica indiferente às ofensas, mais ou menos graves, que nos possam fazer. Há pessoas incapazes de esquecer, mesmo as mais insignificantes, ficando prisioneiras de ressentimentos, de ódios e de desejos de vingança. A sua vida fica envenenada por esses sentimentos que, mais do que prejudicar aqueles a que se dirigem, fazem muito mal a elas próprias.

Há ofensas a que não devemos dar qualquer importância. Se alguém nos desconsidera, faz um comentário maldoso a nosso respeito ou tenta prejudicar-nos, a atitude que devemos tomar é a de não nos deixarmos magoar por isso. A melhor, e mais saudável, forma de nos vingarmos é não permitir que o mal que nos foi feito nos atormente. Costumo dizer que as más acções ficam mal a quem as pratica e não às vítimas delas.

Concordo que, por vezes, as coisas não são tão fáceis de resolver. Há situações em que a dor provocada é excessiva, imensa... Não somos santos e, facilmente, podemos perder o controlo. É natural, de início, que a mágoa nos impeça de avaliar com clareza a situação. Acho desculpável os excessos que então se cometem. No entanto... o tempo vai passando e, se somos bem formados, vamos compreendendo que quem nos magoou talvez  não tivesse alternativa, talvez não estivesse na sua mão poupar-nos o desgosto. Esta compreensão tira-nos um peso enorme dos ombros. “Na verdade, se não conseguirmos perdoar, não conseguiremos libertar-nos do ressentimento, não abriremos mão do passado e prolongaremos o sofrimento inutilmente”.

“Enquanto o rancor é o ressentimento contra os outros, a culpabilidade é o ressentimento contra nós próprios, a incapacidade de abrirmos mão do que fizemos e de nos perdoarmos”.

“Quando sofremos, cometemos actos que não imaginaríamos ser capazes de cometer, sementes de sofrimento futuro para nós e para os outros. Por isso, todos merecemos compaixão e todos somos dignos de ser perdoados”.

“Tal como o rancor, a culpa é um factor de sofrimento desnecessário. Embora seja muito importante reconhecermos os erros que cometemos, arrependermo-nos e tomarmos a firme decisão de não voltar a cometê-los, cultivar o sentimento de culpa impede-nos de viver e, até, de mudar de atitude. Seja o que for que nos tenha acontecido, seja o que for que tenhamos feito, é importante compreendermos o que se passou, abrirmos mão disso e perdoarmos.”

 

 

              

 

   

 LUAR DE JANEIRO

 

 

publicado por Elisabete às 21:27
link do post | comentar | favorito

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* Joaquim Alberto

* ANTERO – ONTEM, HOJE E AM...

* QUINTA DE BONJÓIA [PORTO]

* POMPEIA: A vida petrifica...

* JOSÉ CARDOSO PIRES: UM ES...

* PELA VIA FRANCÍGENA, NO T...

* CHILE: O mundo dos índios...

* NUNCA MAIS LHE CHAMEM DRÁ...

* ARTUR SEMEDO: Actor, galã...

* COMO SE PÔDE DERRUBAR O I...

* DÉCIMO MANDAMENTO

* CRISE TRAZ CUNHALISMO DE ...

* O CÓDIGO SECRETO DA CAPEL...

* O VOO MELANCÓLICO DO MELR...

* Explicação do "Impeachmen...

* CAMILLE CLAUDEL

* OS PALACETES TORNAM-SE ÚT...

* Tudo o que queria era um ...

* 1974 - DIVÓRCIO JÁ! Exigi...

* Continuará a Terra a gira...

* SETEMBRO

* SEM CORAÇÃO

* A ESPIRAL REPRESSIVA

* 1967 FÉ DE PEDRA

* NUNCA MAIS CAIU

* Alfama é Linda

* Por entre os pingos da ch...

* DO OUTRO LADO DA ESTRADA

* Não há vacina para a memó...

* Um pobre e precioso segre...

*arquivos

* Dezembro 2018

* Junho 2018

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar