Domingo, 31 de Agosto de 2008

Regresso a casa

Para a Ibel, com carinho.

 

 

Mis Gaviotas

 

Jugando ayer desnudo por la arena,

mi niñez poco a poco vi pasar,
se me escapo sin darme cuenta apenas
soñando com volar.
 
Irme jugando com el viento,
caer sobre el agua un momento;
crecí soñando cerca del mar,
junto a las rocas un dia
aprendi a volar,
aprendi a volar
como mis gaviotas.
 
Y me fui lejos de allí
aquel dia,
sin mirar atrás creí
que jamás volveria.
 
Me encontré un cardo, una flor,
un sueño, un amor, una tristeza,
me fui solo y luego fuimos dos,
un beso, un adiós y todo empieza.
Otra canción, otra ilusión, otras cosas
y harto ya de andar,

 

hoy volví a buscar mis gaviotas.

 

 
Y no las vi, ellas también se fueron
de aquel rincón que nos unió una vez,
me quedé solo escarbando en el suelo,
buscando mi niñez.
 
Ellas no han de volver jamás,
ellas la dejaron atrás
bajo la arena, cerca del mar,
junto a unas rocas
que no saben volar,
que no saben volar
como mis gaviotas.
 
Y me voy más triste hoy
que aquel dia

 que sin mirar atrás

creí que jamás volvería. 
                                                         

                                                             Joan Manuel Serrat

publicado por Elisabete às 22:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

A andar...

 

 Caminante no hay camino

 
Todo pasa y todo queda
pêro lo nuestro es pasar,
pasar haciendo caminos
caminos sobre la mar.
 
Nunca perseguí la gloria,
ni dejar en la memoria
de los hombres mi canción;
yo amo los mundos sutiles,
ingrávidos y gentiles,
como pompas de jabón.
 
Me gusta verlos pintarse
de sol y grana, volar
bajo el cielo azul, temblar
subitamente y quebrarse…
 
Nunca perseguí la gloria.
 
Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
 
Al andar se hace camino
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se há de volver a pisar.
 
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar…
 
Hace algún tiempo en esse lugar
donde hoy los bosques se visten de espinos
se oyó la voz dun poeta gritar:
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar…
 
Golpe a golpe, verso a verso…
 
Murió el poeta lejos del hogar.
Le cubre el polvo de un país vecino.
Al alejarse le vieron llorar.
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar…
 
Golpe a golpe, verso a verso…
 
Cuando el jilguero no puede cantar.
Cuando el poeta es un peregrino,
cuando de nada nos sirve rezar.
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar…
 
Golpe a golpe, verso a verso…
 
 
                                                                 António Machado

                                       [musicado por Joan Manuel Serrat]

 

publicado por Elisabete às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

*mais sobre mim

*links

*posts recentes

* Regresso a casa

* A andar...

*arquivos

* Dezembro 2018

* Junho 2018

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Fevereiro 2017

* Janeiro 2017

* Setembro 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Novembro 2015

* Setembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Março 2015

* Fevereiro 2015

* Janeiro 2015

* Dezembro 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Novembro 2013

* Setembro 2013

* Agosto 2013

* Julho 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Dezembro 2012

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Julho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

*pesquisar